• Criação e criatividade,  Sora Dani

    Sobre o trabalho de Mediação na 6ª Bienal do Mercosul

    O que é ser mediador? Bom, ser mediador é ser, antes de tudo um intermediário. Aquele que está entre duas partes. O mediador aprecia, questiona, mas também é questionado. Incentivando o espectador, considerando-o como ser criativo e não passivo. O apreciador, o público em geral não é passivo, eles não querem alguém que entenda tudo de arte para lhe dar uma aula, eles querem sim é ter um espaço para exercer sua criatividade no diálogo com a obra, com a exposição. Portanto, o mediador é alguém que facilita, impulsiona diálogos, produz tensões (no bom sentido) entre as partes. Segundo o dicionário Aurelio o mediador é aquele que intervém, uma espécie…

  • Criação e criatividade,  Lendo,  Vida de estudante

    O papel do Museu e da Galeria no espaço da Arte

    O segundo semestre de 2006 iniciou e inesperadamente a pergunta não veio do lugar comum. Numa disciplina acadêmica, quem geralmente questiona seus alunos são os professores. Porém não em Introdução à  Arte. Surpreendentemente, eu, aluna do Departamento de História, me vi elaborando uma questão para colaborar nas discussções do semestre: “Qual a importância do Museu e da Galeria enquanto espaços de arte?” O objetivo seria responder a pergunta inicial, entretanto na tentativa de encontrar as respostas encontrei novos questionamentos. A metodologia proposta era, então, responder a famosa pergunta através das diversas visitas, leituras e conversas durante os meses de aula. Fui em busca dos subsí­dios para a árdua tarefa de…

  • Criação e criatividade

    Vernissage na terça à  noite

    Me sentindo um peixe fora d’água, e no meio de tanta gente chata sem nenhuma graça, estava eu, ontem à noite, na abertura da exposição dos 70 finalistas do Salão Jovem Artista. Ver o tal governador do Estado, o Sr. Germano Rigoto falar, com toda a corja da RBS e mais o Tulio, se acha muito Milman, fazendo o cerimonial, realmente eu era um peixe fora d’água, quase morrendo afogado! Mas valeu pelas obras que, na sua maioria, eram boas e pelo coquetel com vários salgadinhos deliciosos e vinhos e refrigerantes e etc… Ah, claro que tinha também o pessoal legal, mas todos estavam tão ocupados em massagear o próprio…