• Feminismo,  Reflexões,  Vida consciente

    Violência contra mulher: um pequeno relato

    Assim como quase todas as mulheres, desde muito jovem eu fui apresentada a esse mundo que nos trata como inferiores, objetos e, portanto, possíveis de ser violentadas. Então resolvi relatar aqui a primeira vez que ouvi uma briga de casal. Eu ainda era adolescente e não sabia muito bem o que era feminismo, mas já afirmava aos quatro ventos que eu era feminista. Sendo assim, não pude ficar calada com o que estava ouvindo. Foi em 2002, no acampamento do Fórum Social Mundial, aqui em Porto Alegre. Estava na minha barraca, me arrumando para uma confraternização quando alguns metros adiante começou uma gritaria dentro de uma barraca. Era um cara…

  • Livros e a biblioteca,  Reflexões

    Pelo fim da polícia literária

    Eu estava em uma aula de estudos literários no semestre passado, lá no Instituto de Letras da UFRGS, e além de sair pensando muito sobre o tema da aula – uma discussão sobre valor estético e cânone literário – também refleti bastante sobre a fala de uma colega durante a aula. Estávamos no momento do debate em que uma espécie de jogo foi instituído e alguns colegas precisaram “convencer” o professor a ler um livro, qualquer livro. As respostas eram então listadas em forma de tópicos no quadro e os argumentos seriam utilizados ao lado de outros pré selecionados pelo professor para refletir e compreender um pouco melhor o tema da aula, ou seja,…

  • Reflexões

    Livro velho ou livro antigo?

    No início desse ano eu fiz uma capa para o meu Kindle a partir da capa de um livro. E ainda não sei se digo que o livro que usei é antigo ou velho. Porque as duas palavras podem parecer a mesma coisa (uma até aparece como definição da outra no dicionário), mas no fundo existe uma grande diferença. velho | adj. | s. m. | s. m. pl.ve·lho |é|adjetivo1. Avançado em idade.2. Obsoleto.3. Antigo.4. Muito usado; antiquado.substantivo masculino5. Homem velho.6. [Informal] Pai (ex.: Que idade tem o teu velho?).7. [Brasil] Nome de um peixe que parece gemer quando o apanham.velhossubstantivo masculino plural8. [Informal] O pai e a mãe (ex.:…

  • Cotidiano,  Reflexões

    Ideia sustentável para um mundo melhor

    Lendo os feeds nesta tarde me deparei com uma pequena matéria que saiu na Folha de São Paulo, compartilhada pelo Tiago sobre o uso de bicicletas ergométricas para gerar energia em um cinema da Lituânia. Achei a ideia genial, ainda mais por já ter pensado coisas parecidas em vários momentos. Toda vez que eu pedalava uma ergométrica na academia eu pensava: toda essa energia que estou criando deveria servir para alguma coisa, ao invés de apenas colaborar pera o egoísta intuito de perder calorias. O movimento que fazemos ao pedalar uma bicicleta gera muita energia e sua utilização em diversos ambientes e situações pode reduzir o consumo de energia elétrica.…

  • Reflexões

    Ficção científica às vezes é realidade

    Fosse em outra época teríamos centenas de matérias na televisão sobre o fato. O passado celebrou tanto o futuro com suas possíveis descobertas que quando ele chegou as pessoas pareciam acostumadas. Virei um pouco fã da missão, seguia fielmente a sonda no twitter. Sonhos de infância pareciam tão próximos com a presença daquele simpático robozinho pelos pagos marcianos. Agora acabou. >> Comentário feito para o texto veni, vidi, fodi do bereteando.

  • Reflexões

    Querela moral acerca do tempo de natal

     Como muitos já sabem, eu não sou cristã, não creio em deus. Conseqüentemente não acredito em natal. Mas isso não vem ao caso nessa discussão. O que coloco na roda são as luzes piscantes que vem aos milhares nessa época do ano. Fico pensando o que passa na cabeça das pessoas ao enfeitarem suas casas com aquelas lâmpadas bregas tapando a casa inteira, fazendo competições da casa mais iluminda ou da maior árvore de natal (toda coberta com as tais luzes). Em tempos de aquecimento global (sem contar o apagão de um passado recente), onde o papo do ano foi economizar energia e poupar o meio ambiente, imaginei por alguns segundos que…

  • Reflexões

    MMR Parte II – Paródias possí­veis

    Tenho que agradecer ao Donizete por dar a dica do blog, super bem bolado, denominado CANSEI! TÔ CANSADINHO!!! O blog tem uma versão muito mais divertida e interessante do movimento dos riquinhos paulistas e “artistas” atráz de mí­dia espalhados pelo Brasil Varonil. Agora estou me dedicando a correr atráz de paródias e versões do movimento mais bizarro da atualidade. Dicas são sempre bem vindas!

  • Reflexões

    MMR – Movimento dos Milionários Rebeldes

    Os tempos estão mesmo mudados. Al Gore (ex vice presidente dos EUA) “chamando a revolução” (rolling stone nº 10) e os milionários brasileiros armando uma rebelião cansada. Do que mais precisamos? Veja o blog dos fatigados, absurdos em ricas proporções! Cansado de ser rico? Cansado da desigualdade social? Não, cansado de ter de conviver com pobres. Bizarro! Enquanto nós estamos cansados de sermos explorados, eles estão cansados de ter de viajar pra França no verão para fugir do arrastão.

  • Reflexões

    essa é a imagem do dia.

    Em 06 de agosto de 1945, Hiroshima e o Mundo conheciam o poder da bomba atômica. Já são 62 anos. Tamanha destruição não pode passar em branco nas páginas da História. Não tapem os olhos, não finjam que não é com vocês.