• Reflexões

    essa é a imagem do dia.

    Em 06 de agosto de 1945, Hiroshima e o Mundo conheciam o poder da bomba atômica. Já são 62 anos. Tamanha destruição não pode passar em branco nas páginas da História. Não tapem os olhos, não finjam que não é com vocês.

  • Reflexões

    Convite

    No próximo Domingo, dia 5 de agosto, às 17 horas, acontecerá o evento Memória Cultura e Rebeldia. Para quem mora em Porto Alegre ou arredores, será na Companhia de Arte, Rua dos Andradas número 1780. Para relembrar os 90 anos da greve geral de 1917 que parou Porto Alegre. Serão palestras, debates, teatro e mostras para preservar a memória desse acontecimento histórico de resistência e luta. Pra quem gosta de história é uma boa pedida, pra quem gosta de política é uma ótima pedida.

  • Mãe, quero ser artista (criatividade),  Reflexões

    Exercício: Conversas.

    Os quatro elementos convidados (escolhidos) para esta “conversa” constitui-se de dois artistas convidados para a 6ª Bienal do Mercosul, uma artista referência para a História da Arte na América Latina e o trabalho que desenvolvo com arqueologia dos caçaadores coletores do Rio Grande do Sul. Francisco Matto, que participará da Mostra Monográfica nesta Bienal constitui seu trabalho por uma fusão entre a arte das tradições pré-colombianas e a abstração geométrica. Nascido em Montevidéu, Uruguai teve problemas com sua proposta, pois no Uruguai não há uma cultura pré-colombiana como no Peru, Bolí­via ou México, que constitua em grandes arquiteturas ou em sociedades complexas. Pode se dizer então que sua obra é produto…

  • Reflexões,  Sora Dani

    Relatório das Vivências do curso de Mediador da 6ª Bienal

    O grupo em que estava inserida para as vivências do curso de Mediador ficou designado para trabalhar na Escola Porto Alegre, a EPA. Eu, a Manoela e a Maura trabalhamos com os grupos dois e três. O primeiro dia de vivências foi apenas uma conversa com os alunos de ambos os grupos para nos conhecermos e combinarmos os próximos encontros. Neste dia tivemos acompanhamento dos professores dos grupos e do Diretor Amilton. Aproveitamos para perguntar sobre as Bienais anteriores e sobre exposições de arte. Além disso, conversamos sobre o tipo de exposição que eles mais gostavam de visitar e a resposta foi unânime: instalação e ví­deo-arte. Foi a partir da…

  • Reflexões

    do PFL ao PSOL…

    … todos votaram a favor de mais uma folga semanal para os congressistas do nosso paí­s. Não se iludam companheiros, a politicagem é uma canalha. Se o PSTU tivesse um representante no congresso, ele também teria votado a favor. São todos da mesma laia. Enquanto isso a professora da FACED acredita ser o radicalismo algo anacrônico. Pode isso? Tô passada.

  • Reflexões,  Vida de estudante

    o bom filho a casa torna!

    Depois de passada a crise existencial das primeiras semanas vivendo com o estigma de ter feito 23 anos acabo de cair em outra crise, também existencial, mas de caráter acadêmico. Amo arqueologia, e isso todo mundo sabe. Estudo pra caramba esse tema, mas o leque de possibilidades teórico-metodológicas que ela te abre é tão imenso que estou sem saber pra onde ir. A etnoarqueologia tem me fascinado um bocado, estou pendendo bastante pra esse lado, mas ainda é cedo pra decidir. Espero que mais essa crise não interfira nas outras esferas da minha vida. Sendo o ato de blogar uma das minhas atividades preferidas, realmente desejo não deixá-lo as traças!…

  • Reflexões

    no que ando pensando…

    tradição umbu, material lí­tico, sistema de assentamento, projeto, histórico da pesquisa, arte rupestre, gruta, economizar, leitura, estudar, vale do caí, petroglifos, sepultamento, antropologia fí­sica, etnoarqueologia, sol, história indígena, etnohistória, presente, passado, arqueologia…

  • Reflexões

    dica dermatológica da dani:

    Neste verão, proteja-se contra os raios ultravioletas usando um livro posicionado à altura dos olhos. Recomendo o fator 1984*. *O Ministério da saúde aconselha: se você não sabe que 1984 é tí­tulo de um livro escrito por George Orwell, interne-se na biblioteca mais próxima.

  • Reflexões

    Contra a McDonaldização

    Todos sabemos que o mundo em que vivemos segue um caminho questionável. Os grandes centros empresariais, midiáticos, de poder, ditam o que é periferia, o que é diferente e o que deve ser adotado para se conseguir aceitação na “sociedade ideal! Para isso, todos os meios são utilizados. O sistema não perdoa ninguém. Sou contra a McDonaldização do mundo, contra a massificação, uniformização, mentes vazias. Acredito que ser igual é não existir de verdade. O apego ao local, não sendo xenófabo nem anti estrangeirismo, é muito saudável e importante. Exercitar uma relação entre o local e o global e buscar referências é se tornar único.