• Cotidiano,  Livros e a biblioteca

    isso faz a gente se perder, às vezes, no que é real e no que é fantasia

    Tenho uma pilha de livros na escrivaninha. Uma pilha de livros para ler: livros para resenhar, livros para a monografia, livros para indicar, livros para passar o tempo. Entre tantos tí­tulos (de Tolkien à Erico Veríssimo, de André Prous à Foucault, de LeGoff a Noam Chomsky), no meio de uma pilha qualitativa, escolhi comprar mais alguns para deleite meu e indignação de outros. Sim, eu passo na Feira do Livro quase todos os dias. O que posso fazer, eu trabalho ali do ladinho… Além disso, encontrei o número 1 da tão falada revista piauí­! Se comprei? Sem pensar duas vezes. A número dois já estava na banca, mas resolvi comprar…