• Mochileira pobre

    Punta del Este e Punta Ballena em um dia?

    Terceiro dia no Uruguai! Caraca, nem acredito que esse vlog saiu. Modéstia à parte, acho que ficou bem bacana. E pra onde eu fui? Fui conhecer a luxuosa Punta del Este. De quebra passei em Punta Ballena e na Casa Pueblo, roteiro obrigatório (na minha opinião, claro). Ah o litoral uruguaio, tão lindo. Uma pena que era inverno e eu não pude mergulhar em águas internacionais. Não consegue assistir? Assiste direto no Youtube e aproveita para conhecer o canal, tem vários vídeos bacanas por lá.

  • Mochileira pobre

    Dani viaja: comida, museu e até uma múmia!

    Hoje tem vlog, tem sim senhor! Meu segundo dia no paízito foi cheio de comida e de visitas a museu. E teve até uma múmia de verdade descoberta totalmente por acaso no Museu de História da Arte. O Uruguai é um país pequenino que faz fronteira com o Rio Grande do Sul e já é destino carimbado para muito conterrâneos gaúchos e tem se tornado um destino bastante procurado pelos brasileiros. Eu ainda não conhecia e fiquei muito feliz de poder, finalmente, visitar os hermanos do paízito. Assista o vídeo e não esqueça de curtir, comentar e se inscrever no canal ? Não consegue assistir? Assista diretamente pelo Youtube. ?

  • Cotidiano

    2015: Retrospectiva sem firulas

    Ainda em clima de virada de ano (já que o ano só começa mesmo depois do carnaval), resolvi escrever um pouco sobre o meu ano de 2015. Uma espécie de retrospectiva sem muita firula. É quase consenso que 2015 foi um ano bosta. E em muitos sentidos ele foi mesmo. Mas para mim ele teve um quê de especial. Foi uma ano cheio de primeiras vezes, um ano em que experimentei a vida adulta plenamente e até que me saí bem, foi também o ano em que o feminismo mudou como eu me enxergo e me coloco no mundo. Vem, pega minha mão e entenda um pouco mais das sandices…

  • Cotidiano,  Mochileira pobre

    6 em 6 – Setembro de 2015

    Finalmente eu voltei com o projeto 6 em 6. Apesar da simplicidade que é postar seis fotos no blog todo dia 6 do mês, sem tema nem nada, eu estou há mais de um ano sem conseguir postar fotos no dia 6. Como estou tentando voltar com força total para o universo blogueiro, quero essa pauta fixa daqui por diante. Então lá vai. Esse mês resolvi postar algumas fotos das minhas últimas viagens para dar um gostinho do que vem por aí: posts recheados de dicas e experiências de viagem. Então, um destino, uma foto. Internacionais, nacionais, não importa, o que importa é viajar! Até mais, e não esqueça de deixar…

  • Mochileira pobre

    Floripa, inspiração

    Em setembro de 2013 eu fui pela primeira vez para a capital catarinense. Sim, parece bobagem escrever sobre uma viagem que tanta gente já fez (falo daqueles gaúchos que veraneiam todos os anos ou já foram muitas vezes na vida no litoral paradisíaco do estado vizinho), mas eu fiquei realmente encantada com a ilha. E quem não ficaria? Isso que o feriadão mais importante para o povo gaúcho segundo a valorosa Zero Hora (SQN) foi um final de semana chuvoso em todo os sul do país. Nem a chuva torrencial tirou a beleza da ilha. Nem os engarrafamentos mil tiraram os mistérios da ilha. Percorri toda ela de carro com…

  • Mochileira pobre

    Neurose de blogueira e viajante

    Andei viajando. Vagando pela América Latina. Quanta pretensão! Vagando por dois países da América Latina. Acontece que Chile e Peru foram duas viagens maravilhosas. De verdade. Não há dúvidas que tenho muita vontade de compartilhar com os parcos leitores desse blog e, quem sabe, inspirar e ajudar alguns outros viajantes por terras latinas a conhecer estes países. No entanto minha neurose é tamanha que não sei se consigo escrever sobre o Peru (viagem mais recente) antes de falar sobre o Chile (viagem que fiz há mias tempo e não escrevi uma linha sequer sobre isso no blog – foi em tempos de total abandono da blogosfera). Daí que preciso de…

  • Mochileira pobre

    Um findi em São Chico – é para repetir a dose

    Sou do tipo que tem coceira no pé, não posso ficar muito tempo em um lugar só que a coceira começa. Viajar é indispensável. Na maior parte das vezes viajar é difícil devido ao grande empecilho financeiro, mas sempre que posso eu ponho o pé na estrada. E, às vezes, a viajem rende mais de um lugar. Foi assim com o retorno de São Paulo. Nem bem chegamos em casa já estávamos arrumando as malas para embarcar rumo a São Chico (apelido carinhoso para São Francisco de Paula), uma cidade do interior do Rio Grande do Sul. Foi apenas um fim de semana, mas muito bom. São Chico não pareceu…

  • Mochileira pobre

    Minha primeira vez na terra da garoa

    Então que duas semana atrás eu fiz minha primeira viagem para São Paulo, capital. Sair de Porto Alegre em direção ao centro do país pode ser rotina para muitos, mas para mim não. Antes eu tinha visitado apenas Campinas, e mais abaixo no mapa (ou acima, dependendo da posição do seu mapa) Curitiba. E eu que nunca tinha demonstrado interesse em visitar a maior cidade do país, pois eu tenho certa fobia de gente – multidões, para ser específica – voltei de lá com a certeza de que é destino certo para muitas outras viagens. O passeio foi corrido, apenas três dias, mas, apesar do banho de chuva e da…

  • Mochileira pobre

    Buenos Aires: meu primeiro destino internacional

    De volta ao Brasil tenho que dizer que Buenos Aires é A cidade, é maravilhosa. Por lá as coisas são grandiosas, grandes ruas e enormes construções. Por lá as coisas parecem funcionar. O trânsito flui muito bem, obrigada. Tem metrô (sujo e sucateado, mas funciona e é muito barato). Muitas lojas de todos os tipos, com preços mais em conta do que no Brasil (mas cuidado, nem tudo é mais barato e nem tudo que é tão mais barato que valha a compra). Além disso, tem muitas livrarias, sebos e cafés. Uma verdadeira perdição. Eu passei sete dias maravilhosos em uma cidade onde se respira cultura e se come muito…

  • Livros e a biblioteca

    Matadouro 5 (Kurt Vonnegut)

    Matadouro 5 (1969) é considerado a obra-prima de Kurt Vonnegut, escritor estadunidense de ascendência germânica nascido em Indianapolis, 11 de novembro de 1922 e faleceu em Nova Iorque no dia 11 de Abril de 2007. O livro é ao mesmo tempo ficção científica e romance pacifista e possui altas dosagens de humor negro. Escrito em trechos curtos que não obedecem a uma ordem cronológica, a obra trata da vida de Billy Pilgrim (provável alter ego do autor), um homem comum, que nasceu e morreu nos Estados Unidos e que durante sua vida esteve na Segunda Guerra Mundial (assim como Vonnegut) e em Tralfamador, um planeta distante onde os seres vêem…