Livros e a biblioteca

O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 18

Você lê livros que não são para sua idade? Como livros infanto-juvenis ou YA para quem é adulto, ou livros adultos para quem é adolescente.

Eu sou apaixonada por livros infantis. Leio sempre que posso, amo as ilustrações e fico encantada folheando aqueles bem coloridos. Ultimamente tenho lido os livros infantis do Monteiro Lobato e gostando muito. Amo Harry Potter e acho melhor do que muito livro adulto por aí. Já os tão falados YA eu li apenas um, que eu detestei. Mas estou pensando em dar uma chance para Jogos Vorazes e Feios. Quem sabe eles me surpreendam. Afinal, para ler não tem idade, e pouco importa se eu tenho quase trinta e leio livros para criança ou adolescente, ler é viajar, inclusive no tempo. E eu não me prendo a rótulos, leio o que quero, quando quero. A idade vai influenciar na leitura? Sim, é claro, mas isso não significa que uma criança não possa ler um livro considerado adulto, ou um adulto não posa ler um liro considerado infantil. Serão leituras diferentes em diferentes épocas da vida. Acabei me lembrando da Matilda. Ela leu, leu e leu, de livros infantis aos clássicos da literatura mundial, e era apenas uma garotinha. Além disso, livro não tem contra indicação, seja na idade que for (há claro, as raríssimas excessões).

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.

Anarca, feminista, vegana, cat lady, bookworm, roller derby, hiperbólica, entusiasta das plantas e constante aprendiz. Rainha de paus, professora de história, amante de histórias. Meu peito é de sal de fruta fervendo num copo d'água. 🌈✊Ⓥ👩🏻‍🏫👩🏻‍💻📚🧙‍♀️🎨📿🥾🏕️ 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈

Deixe seu comentário

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lizzie
20 de outubro de 2011 7:55 pm

Adorei o seu post! você está certíssima, livros são livros, a idade com certeza influencia na leitura mas nem por isso deve ser levada em conta na escolha de ler ou não ler. é chato ver que tanta gente não pense assim, e acha que, uma vez sendo adulto, livros infantis deixam de ter valor. vários desses são bem melhores do que muitos YA. mas nem por isso estes devem ser deixados para trás, é sempre bom variar as leituras.
pena que YA parece ser agora sinonimo de romances entre sobrenaturais e humanos, e acaba gerando certo preconceito. Jogos vorazes é um exemplo de que YA não precisa deles para ser bom. eu recomendo a leitura 😀
(nossa, como eu escrevi…)
beijos o/

trackback
15 de novembro de 2011 10:50 pm

[…] Dani – trecos & trapos […]

2
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x