• Livros e a biblioteca

    Garota papo-firme

    Então que ontem foi o lançamento do livro Nunca fui a garota papo-firme que o Roberto falou, de Cristiane Lisbôa (referência a um canção de Roberto Carlos). E foi super bacana. A moça esbanjou simpatia, ganhei um exemplar do livro, marca-página exclusivo para o lançamento, autógrafo e ainda assisti o pocket show da Gisele de Santi, que terminou com surpresa: ela transformou em canção um dos micro contos de Cristiane, Mas naquele tempo eu não sabia (p. 21) , que ficou muito lindo. Gisele foi um espetáculo à parte. Com uma voz absolutamente linda, me encantou desde a primeira até a última canção. Mas a noite foi de Cris Lisbôa,…

  • Livros e a biblioteca,  Publieditorial

    Nunca fui a garota papo-firme que o Roberto falou

    Nunca fui a garota papo-firme que o roberto falou, de Cristiane Lisbôa, é um livro de palavras roubadas. É o que a autora diz: “algumas palavras deste livro foram deliberadamente roubadas. De Caetano Veloso, Marcelo Camelo, Luis Melodia, Sylvia Machete, Marisa Monte, Elis Regina, Vinicius de Moraes e tantos outros cantantes que bailam na minha opção randômica. E impedem que a vida caia na sua mais completa mediocridade”. São 56 pequenos contos reunidos para falar de amor. Cristiane Lisbôa acaba de voltar de São Paulo, onde viveu por 10 anos. Foi repórter da RS, da revista MTV. De volta aos pampas ela trabalha agora na revista Noize. A autora gaúcha já escreveu…