• Cotidiano

    6 em 6 – fevereiro 2017

    Fevereiro chegou e mais um 6 em 6 também. E no último mês eu estive muito fascinada com o céu. Então selecionei algumas fotos de céu tiradas espontaneamente com meu celular. Espero que gostem. Projeto 6 on 6 é uma brincadeira simples. Você precisa postar seis fotos no seu blog, todo dia 6 do mês! – Não precisa ter máquina fotográfica, foto de celular serve; – Não tem um tema específico para as fotos, pode ser do que você quiser; – Só precisa que você poste no dia 6, 6 fotos e mande o link para o grupo no Facebook! Lista de blogs participantes.

  • Cotidiano

    6 em 6 – Janeiro 2017

    Nesse ano eu quero seguir esse projeto bem certinho. e vou começar com algumas fotos da cidade e do meu meio de transporte preferido para me locomover nela. Todas tiradas com o telefone mesmo, porque é claro que eu já comecei me atrasando para fotografar. Todas as fotos foram tiradas ao longo de 2016, em um clima de retrospectiva… Projeto 6 on 6 é uma brincadeira simples. Você precisa postar seis fotos no seu blog, todo dia 6 do mês! Não precisa ter máquina fotográfica, foto de celular serve; Não tem um tema específico para as fotos, pode ser do que você quiser; Só precisa que você poste no dia…

  • Cotidiano

    6 on 6 – Fevereiro 2016

    Com você, Porto Alegre em p&b. A cidade que vivo, a cidade que amo, apesar de tudo. Câmera Canon T5i, lente 18-55mm (mais conhecida como lente do kit :p ) Projeto 6 on 6 é uma brincadeira simples. Você precisa postar seis fotos no seu blog, todo dia 6 do mês! Não precisa ter máquina fotográfica, foto de celular serve; Não tem um tema específico para as fotos, pode ser do que você quiser; Só precisa que você poste no dia 6, 6 fotos.

  • Cotidiano

    6 em 6 – dezembro de 2015

    Simples assim: postar seis fotos no blog todo dia 6 do mês, sem tema nem nada. Entre na página do Facebook do projeto 6 em 6 e saiba mais. Esse mês, fotos fresquinhas de um passeio de domingo pela Redenção e arredores, em Porto Alegre, testando a câmera. Preciso urgente fazer um curso.

  • Internet +

    Links Love #7

    1. Eu sou dependente do Tu. E no blog da Cia das Letras a escritora Carol Bensimon deu um depoiemtno sobre o uso do Tu. Aqui no RS é assim, não falamos você, é tu mesmo. 2. Ainda no maravilhoso blog da Cia das Letras tem um texto ótimo sobre Vanessa Barbara comenta sobre grifar ou não os livros (e qual é a melhor forma de fazer isso). 3. Enquanto que no blog A Biblioteca de Raquel, no na página do Estadão, Raquel Cozer traz um vídeo sobre anotações nas margens de livros em plena era dos tablets. 4. No Banana Craft tem um texto muito bacana sobre Eco-Craft, vale…

  • Livros e a biblioteca

    Garota papo-firme

    Então que ontem foi o lançamento do livro Nunca fui a garota papo-firme que o Roberto falou, de Cristiane Lisbôa (referência a um canção de Roberto Carlos). E foi super bacana. A moça esbanjou simpatia, ganhei um exemplar do livro, marca-página exclusivo para o lançamento, autógrafo e ainda assisti o pocket show da Gisele de Santi, que terminou com surpresa: ela transformou em canção um dos micro contos de Cristiane, Mas naquele tempo eu não sabia (p. 21) , que ficou muito lindo. Gisele foi um espetáculo à parte. Com uma voz absolutamente linda, me encantou desde a primeira até a última canção. Mas a noite foi de Cris Lisbôa,…

  • Livros e a biblioteca,  Publieditorial

    Nunca fui a garota papo-firme que o Roberto falou

    Nunca fui a garota papo-firme que o roberto falou, de Cristiane Lisbôa, é um livro de palavras roubadas. É o que a autora diz: “algumas palavras deste livro foram deliberadamente roubadas. De Caetano Veloso, Marcelo Camelo, Luis Melodia, Sylvia Machete, Marisa Monte, Elis Regina, Vinicius de Moraes e tantos outros cantantes que bailam na minha opção randômica. E impedem que a vida caia na sua mais completa mediocridade”. São 56 pequenos contos reunidos para falar de amor. Cristiane Lisbôa acaba de voltar de São Paulo, onde viveu por 10 anos. Foi repórter da RS, da revista MTV. De volta aos pampas ela trabalha agora na revista Noize. A autora gaúcha já escreveu…

  • Livros e a biblioteca

    Qorpo Santo, três comédias

    Qorpo Santo (José Joaquim de Campos Leão, Triunfo, 19 de abril 1829 – Porto Alegre, 1 de maio de 1883) foi um dramaturgo gaúcho esquecido por muito tempo, que teve sua importância recuperada apenas na segunda metade do século XX. Ele nos deixou como herança uma extensa obra teatral, todas as suas peças estão em domínio público, disponíveis para download gratuito na página do Domínio Público. Criou sua própria gramática, de onde se pode compreender a peculiar grafia de seu nome. Foi professor, diagnosticado como louco e interditado judicialmente a pedido da própria família, escrevia compulsivamente. Recentemente li um livrinho (o diminutivo refere-se apenas ao tamanho físico do livro, e não a sua qualidade)…

  • Internet +

    Links Love #5

    1. A primeira campanha ateísta do Brasil é lançada em Porto Alegre e o Milton Ribeiro e a Vivian Virissimo escreveram no portal Sul21 sobre o assunto. Bacana dar uma lida. 2. A Querida Cler, do Hit na Rede, escreveu sobre um tema muito importante: Uma pessoa pode ser avaliada, valorizada ou simplesmente amada apenas por sua aparência? Um texto ótimo! 3. Para quem não pode acompanhar a premiere de Harry Potter direto de Londres pode acompanhar o vídeo completo disponibilizado no youtube. 4. Saiu um fan teaser de Walking Dead muito bacana e o Ministry of Zombie Walks mostra para nós. 5. O blog Garotas Nerds mostrou as Nações fictícias nas HQs.

  • Filmes e séries

    VII Fantaspoa

    Faz sete anos que Julho é um mês super importante no calendário de Porto Alegre por conta do Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre. O cresce a cada ano, seja em importância ou no interesse do público. Eu faço questão de participar do evento, pois além de gostar imensamente da proposta, sou fã dos gêneros apresentados no festival: ficção científica, fantasia e horror. Hoje começa a sétima edição do festival e eu já estou escolhendo as sessões que vou assistir. O Fantaspoa está repleto de filmes que provavelmente não voltarão a ser exibidos nos cinemas daqui, e todos os títulos serão apresentados no máximo duas vezes durante o evento.…