• Assistindo

    Doctor Who 06×11: The God Complex

    Dirigido por: Nick Hurran Escrito por: Toby Whithouse Eu certamente me surpreendi com os rumos que esse episódio tomou. Eu estava esperando um episódio estilo monstro da semana – que eu adoro – que não tivesse uma ligação maior com a mitologia da série. Doce engano. Que ingenuidade da minha parte, depois de ter visto tudo o que Moffat é capaz eu ainda acho que ele pode dar ponto sem nó. Claro que não foi ele que escreveu o episódio, mas ele é o showrunner pô, e ele sabe como conduzir uma série. The God Complex foi mais do que um episódio autônomo. Foi muito mais profundo e impactante. Se The Girl Who…

  • Assistindo

    Doctor Who Especial de Natal: contagem regressiva

    A ansiedade anda rondando esta que voz escreve. Por quê? Porque no próximo domingo vai ao ar o episódio especial de Natal de Doctor Who: The Doctor, the Widow, and the Wardrobe. O nome é uma referência as Crônicas de Nárnia, é claro. E como A-MO Doctor Who eu não aguento até domingo Então para matar um pouco a saudade  segue o trailer e o prequel do episódio. Link direto para o vídeo Link direto para o vídeo E para comemorar a volta do Doutor eu prometo que até sexta-feira sai as resenhas que faltam da sexta temporada. O semestre consumiu meu tempo e não pude escrever as resenhas, mas…

  • Assistindo

    Doctor Who 06×10: The Girl Who Waited

    Escrito por Tom MacRae Dirigido por Nick Hurran Definitivamente Amy Pond está predestinada a esperar. Ela esperou 12 anos por seu raggedy Doctor, depois de encontrá-lo ele demorou dois anos para voltar e finalmente levá-la como companion. Ainda esperou 2000 anos para sair da Caixa de Pandorica, esperou durante sua gravidez – inconsciente e na companhia da Madame Kovarian -, e agora ela esperou 36 anos em um planeta em quarentena, Appalapachia. Como ela chegou lá? Bom, essa é uma boa pergunta. Ela simplesmente apertou o botão vermelho ao invés do verde. Agora me responda, quem em sã consciência, tendo um botão verde e outro vermelho resolve apertar justo o vermelho? Hein?…

  • Assistindo

    Doctor Who 06×09: Night Terrors

    Monstros são reais! E, às vezes, quando o chamado por ajuda é forte o bastante, o querido doutor faz um atendimento domiciliar. Nessa história de Mark Gatiss temos a volta, depois de muito tempo (creio que desde “The Curse of the Black Spot“) uma história sem qualquer ligação com a mitologia da temporada – who is River Song? – (será?). Ouvi por aí que muita gente não gostou do episódio. Eu gostei, já estava com saudade das histórias isoladas do Doutor e seus companions. Achei a sinopse muito interessante e o episódio me lembrou o da segunda temporada “Fear Her“, em que o 10º Doutor também vai ajudar uma criança…

  • Assistindo

    Doctor Who 6×08: Let’s Kill Hitler

    Um longo tempo de espera pelo retorno de Doctor Who. E para a segunda metade da sexta temporada um episódio que inicia com “What the hell? Let’s Kill Hitler!” E o próprio nome do episódio sugere a caçada do maior vilão da História da humanidade. É claro que eu me perguntei se esse não seria um ponto fixo no tempo e que não poderia ser mudado, mas deixei o episódio fluir e ver no que ia dar. Acontece que o episódio passou longe de ser um arco isolado e a participação do infame Hitler durou alguns poucos minutos. E que minutos: Rory socou ele bem no queixo e o trancou…

  • Internet +

    Links Love #10

    1. E hoje, com a volta de Doctor Who, é bom rever os melhores e mais fofos momentos de Rory Williams na série, nesse vídeo ótimo postado no io9. Graças ao Ju, que me indicou a postagem, eu revi essas cenas lindas que me deixaram com lágrimas nos olhos. Mas faltou a parte da cena do casamento da finale da 5ª temporada – The Big Bang – em que ele fala “I was plastic!” ao recuperar a memória de tudo o que viveu com Amy e o Doutor. 2. O Marcelo do Prós e Contras publicou um texto ótimo chamado A França pelas lentes do cinema estrangeiro que faz parte de uma…

  • Assistindo

    Let’s Kill Hitler Tomorrow!

    Calma, essa não é uma chamada para uma ação em praça pública (mas seria um nome bacana para uma). É que amanhã retorna Doctor Who com Let’s Kill Hitler. O episódio escrito pelo gênio por trás da quinta e sexta temporada da série britânica, Steven Moffat, encerra o hiato de dois meses sem os queridos Doctor, Amy Pond, Rory e River Song e dá continuidade para a sexta temporada. Estou muito, mas muito ansiosa mesmo para a nova leva de histórias do Time Lord, que tem um trailer de tirar o fôlego: Link direto para o vídeo E para recapitular os episódios que já foram ao ar neste ano, um…

  • Internet +

    Links Love #8

    1. Eu, e milhões de brasileiros, mexicanos e outros latino americanos, crescemos acompanhados de uma turma muito bacana que morava em uma vila lá no México. Chaves, Chiquinha, Seu Madruga, Dona Florinda, a Bruxa do 71 e outros personagens inesquecíveis fizeram parte da minha infância e lá no Teleséries tem um texto muito bacana sobre os 40 anos de Chaves. 2. A Anica do Heelfire Club resenhou o livro Boemia literária e revolução: O submundo das letras no Antigo do historiador Robert Darnton e eu como Historiadora adorei o texto dela. 3. Eu fiquei encantada com esse boxset dos Doutores da série britânica, que eu AMO, Doctor Who. 4. Mais…

  • Assistindo

    Novidades de Doctor Who

    Que eu amo Doctor Who já deve ter ficado claro por aqui. Então é óbvio que fico ligada em todas as novidades sobre essa série que é minha preferida atualmente. Pois então, no painel de Doctor Who na Comic Con de San Diego teve lançamento do trailer de Let’s Kill Hitler, o primeiro episódio da segunda metade da sexta temporada, que volta dia 27 de agosto na Inglaterra e nos Estados Unidos. In-crí-vel! E para as futuras aulas de história: quem foi o Centurião Romano que socou Hitler na cara? Confere aí: Link Direto E Karen Gillan revelou que voltará para a sétima temporada de Doctor Who. Ela, durante as entrevistas no…

  • Assistindo

    Doctor Who – 6×07 – A Good Man Goes to War

    Quase uma semana depois da midseason de Doctor Who ainda não consegui me recuperar. Durante o episódio eu chorei, sorri, fiquei tensa e surpresa muitas vezes. Logo nos primeiros minutos, antes mesmo da abertura, Amy Pond me fez chorar com um discurso lindo. O episódio começa como um conto de fadas, com Amy conversando com sua filha sobre um homem que nunca vai parar de olhar por ela, um homem que têm centenas de anos e que esse homem é seu pai, ele não é conhecido por seu verdadeiro nome, mas como O Último Centurião. Estilisticamente o episódio traz a sensação de épico da season finale da quinta temporada, The…