• Livros e a biblioteca

    O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 04 (retroativo)

    Onde você gosta de ler? (No sofá? Na cama? No ônibus? O lugar onde você costuma ler é o lugar onde você gosta de ler?) Sabe que eu ainda não achei o meu lugar preferido para ler? Pois é. Eu leio onde dá. E é isso. Leio no ônibus (sempre), no trem  (sempre), nas filas, na sala de espera, na cama (mesmo que seja super desconfortável (pelo menos na minha cama dá uma dor no pescoço…). Não tenho uma escrivaninha livre para ler, daí perdi o costume de ler com o livro apoiado na mesa, não tenho poltrona para ler, então nem sei como é a sensação. Então estou por…

  • Livros e a biblioteca

    O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 31

    Qual o livro que você leu esse ano que mais gostou? (Fale sobre ele) Nesse ano eu li muito livro bom. Fica difícil escolher um só. Mas como é preciso, vou ficar com um que devorei em poucos dias, que marcou o final de uma trilogia que eu simplesmente me apaixonei e com a personagem mais marcante do ano: A rainha do castelo de ar (Millennium #3), de Stieg Larsson. Uma narrativa clara, concisa, de tirar o fôlego e de uma evolução surpreendente, A Rainha do Castelo de Ar é o mais longo dos livros da Trilogia Millennium e pode até intimidar alguns leitores pelo tamanho, mas certamente conquistou minha admiração. Sua…

  • Livros e a biblioteca,  No Youtube

    Dia D. Dia de Drummond

    No dia 31 de outubro de 1902, nascia o grande poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade (1902-1987). Para comemorar a data, o Instituto Moreira Salles lança a ideia de instituir um Dia D – Dia Drummond –, que passa a fazer parte do calendário cultural do país. Então, a partir de hoje, todo dia 31 de outubro comemoraremos o Dia D aqui no Brasil. E no mundo, por que não? Como parte das comemorações, o IMS incentivou o pessoal a filmar suas leituras dos poemas de Drummond e enviar para o site especial criado para o Dia D. Eu fui convidada para fazer uma leitura do poema A Quadrilha junto…

  • Internet +

    Links Love #9

    1. Quem gosta da série Arrested Development, como eu, vai adorar, quem gosta de lego vai amar: Arrested Development in Lego Form! 2. E uma triste notícia divulgada pelo Estadão, Universitários brasileiros leem apenas de 1 a 4 livros por ano. E na UFRGS, onde estudo, 23% lêem mais de 10 livros por ano. Me orgulho de fazer parte desse pequeno grupo (só nesse ano já li 42 livros). 3. Eu amo geléia de morango e estou louca de vontade de tentar fazer em casa. A receita eu já tenho, lá no blog Pitadinha. 4. Eu sigo Tumblrs como se não houvesse amanhã e então a Tábata, do Happy Batatinha,…

  • Livros e a biblioteca

    Como escolho minhas leituras?

    O certo é que um livro leva a outro… Às vezes estou lendo um livro tão bom que procuro outros títulos do mesmo autor ou do mesmo gênero, e se fizer parte de uma série eu leio as obras subsequentes. Esse é o movimento básico que faço para escolher as próximas leituras. No entanto, eu tenho outro critério muito importante: sempre procuro ler aquilo que tenho na minha estante, pois sofro da síndrome dos compulsivos por livros e acabo comprando muito mais do que dou conta de ler. Por ainda estar cursando uma graduação, muito da minha leitura vem das indicações/solicitações dos professores. E, além disso, procuro pelos clássicos, aquelas obras…

  • Internet +,  Livros e a biblioteca

    Eu já te contei que eu tenho um perfil no Goodreads?

    Não? Bem, eu tenho. Eu já estou cadastrada no Goodreads desde julho de 2009, mas foi apenas nessa última semana que resolvi aproveitar todas as possibilidades que essa rede social para leitores oferece. Goodreads não é nada novo, mas é realmente muito bacana e, ao contrário de alguns outros sites de rede social, não é um modismo. Mas aviso, é viciante e uma ótima alternativa para nós, parvos bookworms. Você pode ver o que seus amigos estão lendo, ler as opiniões de outras pessoas – boas e ruins – e discutir os livros que você está lendo atualmente ou aqueles que já leu. Além disso, é uma boa maneira de encontrar…

  • Livros e a biblioteca

    A Rainha do Castelo de Ar, Stieg Larsson

    Para dar continuidade à leitura da Trilogia Millennium, li o terceiro volume da série: A Rainha do Castelo de Ar. Mais uma vez as expectativas foram superadas. Nesse livro Larsson narra os acontecimentos imediatamente posteriores ao final do segundo volume da trilogia. As primeiras 150 páginas possuem uma narrativa mais lenta em relação ao restante da série e do próprio livro em função exatamente da natureza dos acontecimentos. Lisbeth vai para o hospital e sofre algumas cirurgias, a mais complicada delas consistia em retirar um projétil alojado em seu cérebro. A partir de então ela fica incomunicável, detida na sala de recuperação pela polícia. As únicas pessoas com as quais…

  • Livros e a biblioteca

    A menina que brincava com fogo, Stieg Larsson

    Para dar continuidade à leitura da Trilogia Millennium, li o segundo livro da série: A menina que brincava com fogo. A expectativa era grande, tendo em vista o quanto gostei do primeiro livro. E eu gostei muito desse também. Dois anos depois dos acontecimentos traumáticos narrados em Os Homens que não amavam as mulheres, a revista Millenium encontra um novo colaborador que está prester a publicar um artigo e um livro sobre o tráfico de mulheres. Esse colaborador e sua companheira pesquisam o tema há anos e procuram a revista para publicar e denunciar os envolvidos – que vão desde policias do serviço secreto sueco à jornalistas conhecidos. Somos apresentados…

  • Livros e a biblioteca

    Coraline, Neil Gaiman

    Coraline é uma guria interessada em explorar. Curiosa por natureza, ela resolve conhecer a fundo o novo lugar onde foi morar com os pais. De repente ela descobre que sua casa abriga uma porta. Uma porta diferente de todas as outras que ela já viu. Através dela ela pode chegar a um outro mundo, onde existem outra mãe, outro pai, que são tão diferentes dos seus verdadeiros quanto ela possa imaginar. Não que seus verdadeiros pais não gostassem de Coraline, eles só não tinham muito tempo para demonstar isso. Sua outra mãe e seu outro pai, assim como os outros vizinhos, possuiam grandes e inexpressivos botões no lugar de seus…

  • Livros e a biblioteca

    Os Homens Que Não Amavam as Mulheres (Stieg Larsson)

    Os homens que não amavam mulheres é o primeiro volume da trilogia Millennium, do sueco Stieg Larsson. O autor foi um jornalista e ativista político muito respeitado. Nasceu em 1954, em Skelleftehamn, na Suécia, trabalhou na agência de notícias TT, e à frente da revista Expo, fundada por ele, denunciou organizações neofascistas e racistas. É co-autor de Extremhögern, livro sobre a extrema direita em seu país. Morreu de infarto aos cinqüenta anos, em 2004 pouco depois de entregar para a editora os três volumes de sua trilogia. Acabou não conhecendo seu póstumo e estrondoso sucesso: um best seller em mais de 10 países (Suécia, Itália, Dinamarca, Alemanha, Noruega, França, Espanha,…