• Livros e a biblioteca,  Publieditorial

    Nunca fui a garota papo-firme que o Roberto falou

    Nunca fui a garota papo-firme que o roberto falou, de Cristiane Lisbôa, é um livro de palavras roubadas. É o que a autora diz: “algumas palavras deste livro foram deliberadamente roubadas. De Caetano Veloso, Marcelo Camelo, Luis Melodia, Sylvia Machete, Marisa Monte, Elis Regina, Vinicius de Moraes e tantos outros cantantes que bailam na minha opção randômica. E impedem que a vida caia na sua mais completa mediocridade”. São 56 pequenos contos reunidos para falar de amor. Cristiane Lisbôa acaba de voltar de São Paulo, onde viveu por 10 anos. Foi repórter da RS, da revista MTV. De volta aos pampas ela trabalha agora na revista Noize. A autora gaúcha já escreveu…

  • Livros e a biblioteca

    Morgan: O único, de Douglas Eralldo

    Morgan: O único é o livro de estréia de Douglas Eralldo. Morgan, o protagonista, é um zumbi que conta sua história. Ele narra como foi se transformar em zumbi e como foi encontrar a pequena cidade (que fica claro ser do Rio Grande do Sul) em que vivia e tudo que aconteceu depois de ter levantado da própria tumba. Uma ideia interessante e o maior mérito do livro, e apesar de não ser o primeiro defunto a narrar sua história na literatura nacional, é o primeiro a narrar os post morten (pelo que tenho conhecimento). Morgan é um zumbi diferente, aliás, bastante diferentes dos zumbis a que estamos habituados. Morgan…

  • Livros e a biblioteca

    A Última Trincheira, de Fábio Pannunzio

    A Última Trincheira é um livro sobre um assunto delicado, pouco falado e rodeado de preconceitos: as Forças Armadas Revolucionárias Colômbia–Exército do Povo (em castelhano Fuerzas Armadas Revolucionarias de Colombia–Ejército del Pueblo), conhecida com FARC. Muita gente já ouviu falar das FARC e provavelmente matérias jornalísticas na televisão ou em revistas e jornais impressos preconceituosas e marcadas por uma parcialidade velada (afinal todo jornal ideologicamente conservador gosta de proclamar aos quatro ventos que é imparcial) e carregados de um tom acusador. A intenção de Fábio Pannunzio em seu livro é justamente desmistificar e dispersar essa nuvem ideológica e preconceituosa que encobre as FARC. Em nenhum momento ele defende o grupo…

  • Livros e a biblioteca

    O Restaurante no Fim do Universo, de Douglas Adams

    No segundo volume da trilogia de quatro livros que na verdade são cinco, O Restaurante no Fim do Universo*, Douglas Adams narra a continuação da aventura de Arthur Dent e seus quatro amigos (se é que ele pode considerar o robô maníaco-depressivo Marvin como um amigo). Eles estão em busca de um lugar para comer, afinal de contas aventuras deixam todo mundo com fome. Mas o que seria apenas uma refeição tranquila acaba por transforma-se em mais uma aventura incrível. E Arthur, que já descobrira coisas incríveis e bastante tristes sobre sua existência, terá outras surpresas no seu caminho. E tudo começa com uma xícara de chá. Uma xícara de…

  • Livros e a biblioteca

    A Rainha do Castelo de Ar, Stieg Larsson

    Para dar continuidade à leitura da Trilogia Millennium, li o terceiro volume da série: A Rainha do Castelo de Ar. Mais uma vez as expectativas foram superadas. Nesse livro Larsson narra os acontecimentos imediatamente posteriores ao final do segundo volume da trilogia. As primeiras 150 páginas possuem uma narrativa mais lenta em relação ao restante da série e do próprio livro em função exatamente da natureza dos acontecimentos. Lisbeth vai para o hospital e sofre algumas cirurgias, a mais complicada delas consistia em retirar um projétil alojado em seu cérebro. A partir de então ela fica incomunicável, detida na sala de recuperação pela polícia. As únicas pessoas com as quais…

  • Livros e a biblioteca

    Che Guevara – A vida em vermelho, de Jorge G. Castañeda

    Escolher uma biografia é escolher ler sobre um personagem real do qual queremos conhecer mais sobre sua vida. Nesse sentido, a escolha recai mais sobre o personagem em si do que ao livro que poderemos ler, visto que um mesmo sujeito pode ter sua vida biografada por mais de um autor. Eu não li muitas biografias ao longo de minha vida, e não estou acostumada com a linguagem utilizada (se é que existe um padrão no gênero), e me deparar com uma biografia de um personagem tão enigmático quanto mitológico para a juventude do século XX foi uma bela surpresa. Na verdade eu comecei a ler Che Guevara – A Vida em Vermelho, de Jorge G. Castañeda,…

  • Livros e a biblioteca

    Sussurros de Uma Garota Apaixonada, de Mandy Porto

    Sussurros de Uma Garota Apaixonada, da gaúcha Mandy Porto, narra a história de Brooke Watson e Danny Garcia – um casal de jovens estudantes de medicina que se conhecem e se apaixonam sob circunstâncias nada comuns. Danny foi assassinado e seu fantasma pode ser visto apenas por Brooke. Da convivência entre eles surge um amor romântico e clichê. Não sou o público alvo do livro e talvez por isso não tenha gostado do argumento. No entanto, outros motivos me levam a afirmar que não se trata de um livro bom. Apesar da belíssima apresentação da edição – o capricho da editora é fantástico e todos os detalhes das páginas e da…

  • Livros e a biblioteca

    Zumbis: blog temático e livro

    Ainda não contei por aqui, mas desde 2010 eu e a Anica, do Hellfire Club, estamos com um blog novo chamado Ministry of Zombie Walk. Um blog temático sobre zumbis. Eu estava com vontade de criar um blog apenas sobre zumbis há bastante tempo, mas nunca tinha tempo. Um dia twittei algo como: Há tempos tenho vontade de criar um blog sobre zumbis, hoje em dia já não é mais novidade. A Anica respondeu que sentia o mesmo e combinamos de criar o tal blog. Conversa vai, conversa vem, nasceu o MOZW! Não deixe de visitar e deixar seu comentário. E a seguir o post mais recente que publiquei por…

  • Livros e a biblioteca

    A menina que brincava com fogo, Stieg Larsson

    Para dar continuidade à leitura da Trilogia Millennium, li o segundo livro da série: A menina que brincava com fogo. A expectativa era grande, tendo em vista o quanto gostei do primeiro livro. E eu gostei muito desse também. Dois anos depois dos acontecimentos traumáticos narrados em Os Homens que não amavam as mulheres, a revista Millenium encontra um novo colaborador que está prester a publicar um artigo e um livro sobre o tráfico de mulheres. Esse colaborador e sua companheira pesquisam o tema há anos e procuram a revista para publicar e denunciar os envolvidos – que vão desde policias do serviço secreto sueco à jornalistas conhecidos. Somos apresentados…

  • Livros e a biblioteca

    Coraline, Neil Gaiman

    Coraline é uma guria interessada em explorar. Curiosa por natureza, ela resolve conhecer a fundo o novo lugar onde foi morar com os pais. De repente ela descobre que sua casa abriga uma porta. Uma porta diferente de todas as outras que ela já viu. Através dela ela pode chegar a um outro mundo, onde existem outra mãe, outro pai, que são tão diferentes dos seus verdadeiros quanto ela possa imaginar. Não que seus verdadeiros pais não gostassem de Coraline, eles só não tinham muito tempo para demonstar isso. Sua outra mãe e seu outro pai, assim como os outros vizinhos, possuiam grandes e inexpressivos botões no lugar de seus…