• Assistindo

    Doctor Who – 6×04 – The Doctor’s Wife

    Doctor Who + Neil Gaiman = minha cabeça explodindo! Muitos estavam ansiosos pelo episódio escrito por Neil Gaiman e eu também nutria muitas expectativas. E como fiquei feliz e impressionada quando vi. Neil mexeu com nossas cabeças de todas as maneiras. Ele transformou a TARDIS em uma mulher – a essência da TARDIS foi parar na cabeça de uma mulher, Idris -, fez um asteroide que é praticamente um ouriço do mar (feio e duro por fora e melequento por dentro) possuir a TARDIS nave, sem sua essência, deu um dos momentos mais bacanas para Amy e Rory (e olha que esse casal sempre tem momentos brilhantes!). O episódio contou uma…

  • Assistindo

    Doctor Who – 6×03 – The Curse of the Black Spot

    Ah piratas. Eu adoro histórias de piratas. Mas Doctor Who conseguiu deixar uma boa história de pirata ainda melhor. O Doutor, Amy e Rory aparecem em um navio pirata no meio do oceano, preso em uma calmaria. Tudo terminaria na prancha não fosse a impagável Amy dar uma de pirata e tentar salvar a vida do trio. Ela tinha sido posta no porão e acabou encontrado por lá um baú cheinho de espadas e um casaco e um chapéu. E ela ficou muito linda com o traje a rigor para o navio. Ela enfrenta bravamente os piratas malvados e acaba fazendo um pequeno arranhão em um deles. A tragédia começa…

  • Assistindo

    Doctor Who – 6×01 – The Impossible Astronaut

    Depois de assistir quatro vezes o episódio venho aqui para escrever sobre a melhor série no ar atualmente. E como falar isso com apenas um episódio? Bom, parece bem óbvio que Doctor Who tem um super background e um showrunner fora de série. Ademais, o início da sexta temporada foi empolgante, divertida, tensa… Foi realmente um grande choque. Moffat consegue surpreender de uma forma tão intensa que às vezes pode ser difícil de acreditar no que está acontecendo. Para começar, o Doutor morre! Não, isso não é um spoiler, isso acontece logo no início do episódio. E não é qualquer roteirista que tem culhões para matar em ‘definitivo’ um personagem…

  • Assistindo,  Publieditorial

    Blue Bloods estreia no canal LIV

    O canal de entretenimento da Discovery, o LIV, traz na próxima segunda-feira, à noite (22 horas), um novo drama policial: Blue Bloods. Dos mesmos produtores de “Família Soprano” e protagonizada por Tom Selleck, a série narra a história de várias gerações de uma mesma família de policiais dedicados ao cumprimento da Lei nas ruas de Nova York. Tom Selleck interpreta Frank Reagan, chefe do Departamento de Polícia da Cidade de Nova York e chefe de família. As duas funções precisam ser desempenhadas e ambas apresentam complicadores. Seu pai, ex-chefe de polícia, deixou algumas pendências que Reagan precisa resolver. Seus dois filhos também fazem parte da corporação. O mais velho, Danny…

  • Assistindo

    Zumbis no episódio do Super Bowl de Glee

    Não, não foi nenhuma invasão zumbi na série. O episódio prestou uma homenagem ao astro Michael Jackson apresentando uma performance de Thriller em um mashup com Heads Will Roll, do Yeah Yeah Yeahs. A versão do clássico oitentista foi ao ar no episódio especial do Super Bowl e trouxe os memmbros do New Directions e do time de futebol caracterizados como zumbis recriando o clipe de Thriller em meio a um jogo de futebol americano. E a caracterização como zumbis foi a melhor coisa do episódio. A performance foi bacana, mas não me agradou tanto quanto eu esperava. Assim como o episódio. Kurt fez muita falta, pois ele e Sue são os…

  • No Passado

    Blog Retrospectiva 2010

    Em 2008 participei do Desafio 21 Dias, proposto pelo Blosque. Uma das propostas do Desafio foi fazer uma retrospectiva do blog. Gostei muito da idéia, que já estava na cabeça há tempos, que resolvi fazer a edição 2009 e agora farei a edição 2010. Então, para cada mês do ano eu escolhi um texto para recordar. Já no clima de final de ano, saudosismos mil. Janeiro Welcome to the Dollhouse – Janeiro foi um mês de muitos posts e escrevi sobre muita coisa – séries e livros. Acabei escolhendo este artigo por ser sobre o final de uma série que gostei muito: Dollhouse. Fevereiro As Crônicas de Nárnia Volume Único (C. S. Lewis)…

  • Assistindo

    Dollhouse em quadrinhos

    Em outubro o box de DVD e o Blu-Ray da segunda temporada de Dollhouse chegarão as lojas americanas e virão acompanhados com a versão em quadrinhos da série do mestre Joss Whedon. O lançamento é da Dark Horse Comics. O lançamento no Brasil ainda é um mistério. O roteiro é de Jed Whedon (irmão de Joss) e Maurissa Tancharoen, ambos roteiristas da série. A arte fica por conta de Cliff Richards. Além disso a revista terá exemplares limitados disponibilizados durante a Comic Con de San Diego. O conteúdo dá continuidade à trama apresentada nos episódios Epitaph One e Epitaph Two (últimos episódios da primeira e segunda temporada) e recebeu o…

  • Assistindo

    Sobre o final de Lost

    O que falar sobre o final de Lost? Tanto já se disse, muitos escreveram (de coisas boas até a completa falta de entendimento da série e principalmente do final). Pois é. eu não posso dizer que me satisfiz com aquele final. Na verdade eu achei um episódio bom, interessante para um final, mas de outra série. Lost precisava ser diferente. Sei lá, acho que aquela coisa meio espiritualista não agradou. Preferia um final mais ficção científica, se é que me entende. Não pareceu que o final fora programado e pensado desde a quarta ou terceira temporada como os criadores disseram/prometeram. Mas também, quem sou eu pra falar. Não pense que…

  • Assistindo

    E no fim de Buffy foram rios de lágrimas

    Então terminei de ver Buffy nesse fim de semana. Precisei de um pouco de tempo para me recuperar. Mais uma vez passando por cima dos meus preconceitos. Olhava torto, de cara feia, sempre que ouvia falar do tal seriadinho de uma caçadora de vampiros. E comecei a prestar mais atenção na série apenas quando vi Firefly e Dollhouse, dois trabalhos do mesmo criador de Buffy The Vampire Slayer, o crudelíssimo e genial Joss Whedon. E sob influência pesada do Juliano, é claro. Não poderia ser diferente: me apaixonei instantaneamente pela série. Pelo argumento, pelo roteiro, pelos personagens. Tudo em Buffy me fazia ficar horas em frente ao computador e à…

  • Assistindo

    O retorno de Glee

    Finalmente o retorno de uma das melhores comédias da atualidade. E Glee retorna em grande estilo. O episódio de retorno foi Hell-O. Uma brincadeira com as palavras Hello e Hell. E trata das vidas amorosas do pessoal de Glee. Rachel encontra um novo amor da sua vida, que por acaso é do Vocal Adrenaline, grupo rival do New Directions. A intriga está formada. Mr. Schuester também precisa resolver suas pendências amorosas depois daquele final magnífico de Sectionals. Hell-O é bom, mas The Power of Madonna é muito melhor. Um episódio inteirinho dedicado à Diva. Canções e feminismo, o poder feminino invadindo a escola. O melhor foi ver Jane Lynch mostrar…