• Refletindo

    Livro velho ou livro antigo?

    No início desse ano eu fiz uma capa para o meu Kindle a partir da capa de um livro. E ainda não sei se digo que o livro que usei é antigo ou velho. Porque as duas palavras podem parecer a mesma coisa (uma até aparece como definição da outra no dicionário), mas no fundo existe uma grande diferença. velho | adj. | s. m. | s. m. pl.ve·lho |é|adjetivo1. Avançado em idade.2. Obsoleto.3. Antigo.4. Muito usado; antiquado.substantivo masculino5. Homem velho.6. [Informal] Pai (ex.: Que idade tem o teu velho?).7. [Brasil] Nome de um peixe que parece gemer quando o apanham.velhossubstantivo masculino plural8. [Informal] O pai e a mãe (ex.:…

  • Diário (ou quase),  Vida de estudante

    Novidades antigas

    Chegando de mansinho para compartilhar algumas novidades que deixei passar em branco aqui pelo blog. Para quem ainda não viu meus comentários nas redes sociais, eu não sou mais frequentadora do curso de Letras da UFRGS, o que me deixa muito triste, mas com mais tempo e disposição (afinal acordar 5 horas da madrugada todos os dias não é lá muito agradável). No entanto, apesar de ter trancado um curso que eu sempre quis muito fazer, eu iniciei uma nova etapa na vida. Em março começaram as aulas da pós-graduação no curso “O Ensino da Geografia e da História: Saberes e Fazeres na Contemporaneidade” que já está na sua quarta…

  • Cotidiano,  Diário (ou quase)

    Laboratório

    Quando entrei para a oficina de teatro que a escola oferecia, pensava em perder a timidez, conseguir fazer um comentário na sala de aula, estar habilitada a perguntar o que quer que fosse aos professores sem adquirir uma cor vermelha intensa nas bochechas, nem sentir um calor subindo pelo rosto e pela nuca. Pensava também em conseguir sociabilizar com os colegas de turma, algo que sempre foi muito difícil, visto que não conseguia sequer olhá-los de frente, imagina falar com eles. Aprender a falar, com um ou com muitos, era meu grande objetivo. Acontece que eu me enganei. Profundamente. Sim, eu atingi o objetivo, Tornei-me sociável, comunicativa, falante, tagarela, gritona. Mas não foi apenas…

  • Diário (ou quase)

    Tragédia Particular

    No dia 07 de Abril desse ano um acontecimento foi notícia em diversos programas de televisão. Um jovem homem entrou em uma escola do Rio de Janeiro e disparou contra os alunos e matou doze adolescentes e a si próprio. Tal notícia, uma tragédia, tocou diversos brasileiros e também a mim. Chorei com os depoimentos e me solidarizei com as vítimas e seus familiares. Entretanto, não pude deixar de relacionar essa tragédia coletiva, compartilhada e chorada por muitos brasileiros, com nossas tragédias particulares. No mesmo dia das mortes lá no Rio de Janeiro completavam onze anos da morte de meu pai. Era um dia de luto, mesmo antes dessa triste…

  • Diário (ou quase),  No Passado

    Minha Retrospectiva 2010

    Estava pensando em como escrever sobre 2010. Daí apareceu uma retrospectiva em um formato interessante no Flores e Corações, que por sua vez foi baseada no meme proposto pelo blog is.adora.ble. Gostei da ideia e resolvi adotá-la. Como não segui dia por dia o meme, optei pelo formato “tudo junto e misturado“. Vamos lá? Uma foto minha em 2010 O bom de 2010 foi… Conhecer muitos amigos novos, nos dois projetos em que trabalhei/trabalho. As meninas do APERS e os cavaleiros da Távola Redonda entraram de vez na minha vida e fizeram morada fixa no meu coração. Mas não foram apenas pessoas próximas que fizeram do meu 2010 um bom, um…

  • Diário (ou quase),  Vida de estudante

    The end of an era, and the beginning of another

    No último fim de semana finalizei o trabalho de conclusão de curso para obter o grau de licenciada em História na UFRGS. Pois bem, de agora até fevereiro de 2011, quando houver a cerimônia de colação de grau e finalmente ter obtido meu diploma de graduação, vivenciarei um período de transição, adaptação. Então, terei completado um ciclo que durou sete anos. Sete anos desafios e escolhas. Sete anos, duas universidades, uma graduação e muitos amigos, aprendizados e experiências. Agora vivo a nostalgia. Todas as noites, antes de dormir, lembro dos momentos, bons e ruins, que vivi ao lado dos colegas e professores. Das provas, trabalhos, bolsas de pesquisa e estágios.…

  • Diário (ou quase)

    Sobre porque não vou no Show da Cat Power

    Eu não sou uma pessoa que frequenta shows. Por dois motivos bem simples: são caros (e eu não tenho dinheiro) e eu não me sinto bem em multidões, minha altura inviabiliza minha respiração no meio de tanta gente maior que eu bloqueando a livre circulação do ar, além da visão restrita que minha pequenez proporciona). No entanto, alguns espetáculos me são caros. Hoje, por exemplo, acontecerá um show aqui em Porto Alegre que gostaria muito de ver. Cat Power se apresentará no Opinião e esse é um dos poucos shows da temporada que me atraem. Gosto muito da guria e de suas músicas e não creio que a casa lote…

  • Cotidiano,  Refletindo

    Ideia sustentável para um mundo melhor

    Lendo os feeds nesta tarde me deparei com uma pequena matéria que saiu na Folha de São Paulo, compartilhada pelo Tiago sobre o uso de bicicletas ergométricas para gerar energia em um cinema da Lituânia. Achei a ideia genial, ainda mais por já ter pensado coisas parecidas em vários momentos. Toda vez que eu pedalava uma ergométrica na academia eu pensava: toda essa energia que estou criando deveria servir para alguma coisa, ao invés de apenas colaborar pera o egoísta intuito de perder calorias. O movimento que fazemos ao pedalar uma bicicleta gera muita energia e sua utilização em diversos ambientes e situações pode reduzir o consumo de energia elétrica.…

  • Diário (ou quase),  Louca dos gatos

    Love Cats

    * – Originally uploaded by nelogika. Às vezes me pego pensando em como era bom ter uma gata. Elas são fofas, queridas e leais, muito leais. Ainda volto a vida de gateira, por enquanto, morando com a mãe, é praticamente impossível. Fica a saudade da Fubá, sempre.