Typewriter
Vida de estudante

NaNoWriMo 2020: Começando com o pé esquerdo

Ontem (05/11/2020) foi meu primeiro dia de NaNoWriMo na vida. Já conheço o projeto há bastante tempo, mas nunca tinha tentando. Sequer tive interesse por ele. Sempre achei que escrever não era meu forte, embora eu esteja sempre escrevendo por aí.

Porém um estalo, uma espécie de mini epifania aconteceu quando vi no twitter alguém, que não recordo quem, comentando algo sobre o evento e colocando no mesmo tweet a palavra acadêmico. A pessoa estava fazendo um NaNoWriMo acadêmico! Eu pensei: é isso, eu preciso fazer também. Talvez dê um gás e eu finalmente consiga escrever essa dissertação que está atrasada por demais e que me paralisa. Tirou meu sono e não me deixa aproveitar meus dias com tranquilidade.

Afinal de contas, o que e NaNoWriMo? Um projeto, uma espécie de desafio no qual nos propomos a escrever 50 mil palavras em 30 dias. No caso durante todo o mês de novembro: National Novel Writing Month. Então eu me desafiei a escrever as 50 mil palavras para a minha empacada dissertação nesse mês. Vamos atentar ao fato de que eu já comecei atrasada, e por isso a programação é de 1924 palavras por dia. Esse número é um pouco assustador para alguém que não consegue escrever há meses. Todavia ainda é muito melhor que 50 mil. Então, dividir esse número enorme em metas diárias é uma decisão que me conforta um pouco.

Aí fui buscar formas de organizar esse desafio e encontrei um template perfeito para usar no meu Notion. Já fiz todas as adaptações necessárias para a minha realidade e ainda inseri mais uma categoria no meu Journal para registrar como tem sido a experiência de participar do desafio. Isso me tomou um tempo enorme que eu poderia estar escrevendo. Mas tenho certeza que a organização vai facilitar minha vida no futuro do projeto.

No entanto, já no meu primeiro dia eu falhei miseravelmente! Procrastinei tudo que pude e às dez horas da noite resolvi começar. Acontece que a escrita acadêmica exige leitura e retomada de fichamentos, sendo ainda mais lenta. Aí eu consegui a grande vitória de escrever 249 palavras. Isso mesmo, duzentas e quarenta e nove míseras palavras. Pensa num começo desanimador!

Com essa quantidade pífia eu adiei para o dia seguinte mais de 1600 palavras, totalizando uma nova meta para o segundo dia (que na verdade já é o sexto dia de NaNoWriMo) de 3599 palavras. Será que eu vou conseguir? Escrever esse texto já é a primeira procrastinação do dia…

Imagem de topo:  "no, i tore it out" by girl/afraid is licensed under CC BY-NC-ND 2.0

Anarca, feminista, vegana, cat lady, bookworm, roller derby, hiperbólica, entusiasta das plantas e constante aprendiz. Rainha de paus, professora de história, amante de histórias. Meu peito é de sal de fruta fervendo num copo d'água. 🌈✊Ⓥ👩🏻‍🏫👩🏻‍💻📚🧙‍♀️🎨📿🥾🏕️ 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x