• Internet +

    Links Love #2

    1. O jornal britânico The Independent, na coluna Arts & Entertainment, traz uma lista com as piores mães da ficção. É de refletir se as nossas são assim tão ruins quanto imaginamos. 2. No Suplemento Pernambuco Antônio Xerxenesky traz um belíssimo texto que é quase libelo: Pelo Luxo de uma Literatura do tipo “menor”. 3. Quem se lembra de Confissões de Adolescente? Quem leu o livro? Viu a série? Eu posso responder sim para as três perguntas (não vi a peça, uma pena) e por isso achei muito bacana o texto do Yellow para o Suplemento Pernambuco: Maria Mariana seria popular no Facebook? Uma ótima análise do fenômeno de 20 anos…

  • Livros e a biblioteca

    Ficção de gênero em debate

    Cheguei a pouco em casa, estava na Palavraria conferindo o debate O Público e a Crítica da Ficção de Gênero com Carlos André Moreira, Samir Machado de Machado e Antônio Xerxenesky. O evento ocorreu por ocasião do relançamento do primeiro volume da série literária Ficção de Polpa (Volume 1, Volume 2, Volume 3) da Não Editora – o primeiro volume já está na terceira edição! Eu achei muito bacana, a discussão foi interessante e como intrometida que sou não poderia deixar passar a oportunidade de dar um pitaco sobre o assunto. Que fique bem claro, eu sou leitora de ficção científica, de horror, fantástica e policial se medo e nem…

  • Livros e a biblioteca

    Minha saga com Harry Potter

    Até mais ou menos três anos atrás eu dizia que nunca leria os livros do Harry Potter, que era literatura de massa, ou subliteratura (um termo que eu usaria na época se me ocorresse). Daí comecei a ler em alguns blogs que era bem bacana. Então passe a afirmar que não leria porque era muito hype e só podia ser ruim. Aí conheci quem tinha lido e me falaram que era mesmo muito bom. Daí comecei a prestar mais atenção nos comentários positivos. E no ano passado ganhei, no meu aniversário, a coleção quase completa (ficou faltando apenas o Cálice de Fogo). Que presentão hein. Comecei a ler e eis…

  • Livros e a biblioteca

    Para quem gosta de literatura fantástica

    Quem me conhece sabe que eu tenho um carinho todo especial pela literatura fantástica. Sempre que posso leio um exemplar dos clássicos ou uma novidade quentinha. E como eu sempre acho importante saber as origens de determinado gênero, seja na literatura, no cinema ou até mesmo na TV eu procuro ler textos de introdução e sínteses sobre o assunto.  E como literatura fantástica tem um clã de seguidores fiéis, não é difícil achar publicações a respeito. A Rosana Rios escreveu Uma Introdução à Literatura Fantástica que é ótima para iniciantes e para revisões dos conhecerdores. Se tu se encaixa em uma das categorias anteriores, ou simplesmente ficou curioso sobre o…

  • Filmes e séries,  Livros e a biblioteca

    Gostosuras ou travessuras?

    O Halloween é a data comemorativa do ano que eu mais lamento não existir no Brasil. Mesmo que tenha se popularizado por terras tupiniquins, não existe aquela tradição bacana de decorar as casas com temas aterrorizantes, esculpir abóboras para fazer as famosas Jack-o’-lantern. O que existe são aquelas festas horrorosas onde as pessoas vão com as fantasias mais horrendas (no sentido de bregas, mal feitas e sem criatividade mesmo) com música ruim. Claro que sempre existe alguma excessão por aí. Por isso que para mim o Halloween é umo belo pretexto para fazer uma sessão de terror. Pode ser filme, livro, seriado. Então fica a dica: um filme e um…

  • Filmes e séries,  Livros e a biblioteca

    A última esperança sobre a Terra

    Acabo de ler A última esperança sobre a terra, de Richard Matheson (1954). Livro de ficção fantástica que é realmente fantástico! Perdoem a fraqueza no trocadilho, mas estou de castigo, trabalhando em pleno feriado! A obra que foi adaptada para o cinema três vezes sob os títulos Mortos que matam (The Last Man on Earth, 1964) e A Última Esperança Sobre a Terra (The Omega Man, 1971). A filmagem mais recente foi Eu Sou a Lenda (I Am Legend, 2007). Três filmes diferentes, representam o cinema de suas épocas. O ponto central é a obra literária, mas suas histórias se desenrolam a partir do mundo em que foram concebidas os três filmes.…

  • Livros e a biblioteca

    Citando uma Obra de Ficção

    Acabei de ler o primeiro livro da Trilogia do Anel, e posso afirmar que a minha paixão pela Terra Média agora virou ví­cio. Depois de ter me deliciado com as aventuras de Bilbo, Bolseiro em O Hobbit, me deparei com aquele mundo cheio de fantasias e uma mitologia magnífica bem nas minhas mãos. Essa primeira parte do livro pode ser descrita como uma narrativa de viagem, por apresentar ao leitor o novo mundo da Terra Média. Estive presa página após página por uma semana maravilhosa. Tolkien criou em O Senhor dos Anéis uma nova mitologia, num mundo novo. É impossí­vel transmitir ao novo leitor todas as qualidades e o alcance…