Reflexões

Contra a McDonaldização

Todos sabemos que o mundo em que vivemos segue um caminho questionável. Os grandes centros empresariais, midiáticos, de poder, ditam o que é periferia, o que é diferente e o que deve ser adotado para se conseguir aceitação na “sociedade ideal! Para isso, todos os meios são utilizados. O sistema não perdoa ninguém. Sou contra a McDonaldização do mundo, contra a massificação, uniformização, mentes vazias. Acredito que ser igual é não existir de verdade. O apego ao local, não sendo xenófabo nem anti estrangeirismo, é muito saudável e importante. Exercitar uma relação entre o local e o global e buscar referências é se tornar único.

Anarca, feminista, vegana, cat lady, bookworm, roller derby, hiperbólica, entusiasta das plantas e constante aprendiz. Rainha de paus, professora de história, amante de histórias. Meu peito é de sal de fruta fervendo num copo d'água. 🌈✊Ⓥ👩🏻‍🏫👩🏻‍💻📚🧙‍♀️🎨📿🥾🏕️ 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈

Deixe seu comentário

9 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Dani Bowie
Dani Bowie
21 de janeiro de 2007 2:57 pm

Concordo. E hoje em dia tá tudo ficando tão igual q até cansa. Tbem adoro o sotaque gaucho, uma grande parte da minha familia é gaucha! Assim como tbem gosto do catarinense e do curitibano! hehe!
Sou muito apegada a Curitiba, tenho orgulho daqui!
Beijão!

Chaiane
22 de janeiro de 2007 7:49 am

É, tudo que vira homogêneo perde suas características. Cada um é único, especial, não é? E bonito mesmo são as diferenças, que nos tornam singulares. Que tal trocarmos links? Adorei seu blog!

Beijos :*

Chaiane
22 de janeiro de 2007 10:39 am

Devidamente linkada! 😀
Visitarei seu blog sempre que possível a partir de hoje 😉

Beeeijos! :*

Joana
22 de janeiro de 2007 6:25 pm

Eu gosto muito dessa mistura de culturas e sotaques, acho que se fosse tudp adronizado seria tão chato. Claro, que alguns sotaques para mim, são muito feios e esquisitos, mas gosto dos sotaques do sul do país, principalmente do Rio Grande do Su. Vocês falam meio “cantado”, é fofo!

lya
lya
23 de janeiro de 2007 5:58 pm

nao sou tao radical. tem coisa muito boa que tu nem percebe, mas so conheceu por causa disso. os cabeças vazias e massificaçao é uam questão dentro desse mundo todo (:

Daniela
23 de janeiro de 2007 6:10 pm

Olá Lya, eu não entendi seu comentário, sorry. ::vergonha::

marcela
marcela
23 de janeiro de 2007 7:38 pm

concordo. sóóóó que como também sou bairrista, prefiro o sotaque baiano! =D hehe mas nada de “mainha” e “painho”… =/ hehe

wakko
23 de janeiro de 2007 7:59 pm

Oi
Concordo com você, o mundo é justamente diversificado, e isso que o torna atraente. Qual seria a graça se todos falássemos inglês e tomássemos chá?
O sotaque gaúcho é lindo mesmo!
E sou contra essa McDonaldização do mundo!
Beijos.

babsi
babsi
23 de janeiro de 2007 10:12 pm

Isso que se chama CULTURA. Essa váriedade de maneiras de se comunicar e de se expressar. Também sou contra McPato. Contudo se serve de emprego para tantas pessoas, se sustentam tantas pessoas, não tem porque eu querer o fim. Não uso, não como lá.
=*

9
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x