• No Youtube

    Mr. Postman #24

    Bem vind@ ao Mr. Postman! Esse é um meme criado pela Kristi, do The Story Siren, no qual mostrarei tudo o que recebi, comprei ou ganhei durante a semana. Olá, mais um vídeo no ar mesmo com a promessa de tentar uma reabilitação. Faz um tempinho que não posto vídeo, mas as compras não pararam… Tentei não fazer um vídeo muito longo, espero que aprecie. E não esqueça de deixar o seu comentário. Link Direto

  • Filmes e séries

    2001: Uma odisséia no espaço

    Depois de terminar de assistir 2001: A Space Odyssey (1968) fiquei perplexa. A beleza, a complexidade, os diálogos, as imagens, a fotografia, efeitos especiais, história, a música, o silêncio, a lentidão, tudo convergiu para que no final eu sentisse essa perplexidade, uma mistura de incerteza e estranheza. Não é para menos, estou falando de um dos filmes mais complexos da História do cinema. E falar sobre ele não é fácil. Primeiro é preciso digerir o filme que Stanley Kubrick deixou de presente para a humanidade. E nem assim me sinto apta a falar dele. Uma obra em que cada quadro é pensado e estudado antes de ser feito. E mais…

  • Filmes e séries

    Casablanca (1942)

    Casablanca aparece constantemente em listas de melhores filmes de todos os tempos de muitos cinéfilos pelo mundo. Eu, ao contrário, sequer tinha visto o filme até ontem (08/03/2011). Uma vergonha, eu sei. Milhares de desculpas podem ser colocadas aqui, no entanto, usarei este espeço para algo tanto melhor: falar sobre a experiência de ver esse filme maravilhoso e concordar que sim, ele é um dos melhores filmes já feitos. Afinal, existem filmes que todos sabem que são clássicos e que por vários motivos acabamos deixando para depois. Com uma rica atmosfera que envolve a cidade de Casablanca no Marrocos Francês, personagens complexos e magníficos – até mesmo os personagens coadjuvantes…

  • Cotidiano,  Filmes e séries

    O sabor nas telas

    Eu adoro tudo o que diz respeito a culinária. De comer a preparar receitas diferentes. E gosto muito de ler livros de receitas ou histórias relacionadas a comida. E esse gosto é válido também para o cinema. Fiz uma pequena lista de filmes que se passam na cozinha, e que dão vontade de sair cozinhando ou, melhor ainda, comendo. Os que pretendo ver em breve: A Festa de Babette (1987) Babettes gæstebud; Dir: Gabriel Axel Duas irmãs dinamarquesas dão abrigo a uma refugiada francesa que, depois de descobrir que ganhou na loteria, prepara um banquete com os pratos e as bebidas mais tradicionais da culinária francesa. O Tempero da Vida (2003)…

  • No Passado

    Blog Retrospectiva 2010

    Em 2008 participei do Desafio 21 Dias, proposto pelo Blosque. Uma das propostas do Desafio foi fazer uma retrospectiva do blog. Gostei muito da idéia, que já estava na cabeça há tempos, que resolvi fazer a edição 2009 e agora farei a edição 2010. Então, para cada mês do ano eu escolhi um texto para recordar. Já no clima de final de ano, saudosismos mil. Janeiro Welcome to the Dollhouse – Janeiro foi um mês de muitos posts e escrevi sobre muita coisa – séries e livros. Acabei escolhendo este artigo por ser sobre o final de uma série que gostei muito: Dollhouse. Fevereiro As Crônicas de Nárnia Volume Único (C. S. Lewis)…

  • Filmes e séries

    A Single Man (2009)

    A Single Man, ou Direito de Amar aqui no Brasil, é um filme simples, porém muito inspirador. É bonito, muito bem feito, com um roteiro sem muitas complicações. Um excelente trabalho do estreante Tom Ford. Quem diria que o estilista ícone americano entraria no mundo do cinema e com uma estreia tão bacana. A história do filme é baseada no influente romance de Christopher Isherwood, cujo material já foi fonte para o premiado musical “Cabaret” e retrata a maneira como o inglês George Falconer, professor universitário na ensolarada Califórnia (onde criou raízes) lidou com um acontecimento traumático em sua vida. Em 1962, dilacerado pela morte recente de seu amante de…

  • Filmes e séries

    Ainda ando nesta estrada

    Depois de ter ficado completamente arrasada com o livro A Estrada (Cormac McCarthy), resolvi partir para a versão cinematográfica. E não me arrependo. John Hillcoat conseguiu transpor o clima do livro para a tela, e isso não é fácil. Claro, o filme é bem simples, uma adaptação no melhor sentido da palavra: muito fiel à obra e sem nenhuma “viagem” do diretor. E Viggo Mortensen está perfeito como pai. Parece mesmo que McCarthy escreveu o papel pensando em Mortensen para a adaptação cinematográfica, viu Anica?! John Hillcoat dirige com fervor emocional e utiliza composições simples para mostrar sua sensibilidade em relação à obra literária. Não vou nem entrar no mérito…

  • Filmes e séries,  Livros e a biblioteca

    Coraline

    Sobre o filme Coraline, o mais apropriado a se dizer é que ele é lindo, de uma beleza contagiante. O filme é uma animação stop motion (que eu particularmente adoro) e já vi duas vezes – pretendo ver mais. Mas não é pura estética, o argumento é muito bacana e ser adaptado de uma obra (homônima) de Neil Gaiman agrega certo valor a produção. E a personagem encanta tanto quanto a estética e a narrativa. Que imaginação aquela garotinha tem. E que imaginação o senhor Gaiman tem. Gosto de mentes criativas, e mais ainda de quem usa a imaginação para viver, seja criando como forma de sobrevivência ou simplesmente usa…

  • Filmes e séries,  Livros e a biblioteca

    Que tal assistir a primeira versão cinematográfica de Alice?

    A primeira versão cinematográfica da obra de Lewis Carroll foi recentemente restaurado pelo BFI National Archive a partir de materiais severamente danificados. O filme foi realizado apenas 37 anos depois que Lewis Carroll escreveu seu romance e oito anos após o nascimento do cinema. Dirigido por Cecil Hepworth e Percy Stow, e baseado em ilustrações originais de Sir John Tenniel. A película possui apenas 12 minutos (8 dos quais sobrevivem), Alice no País das Maravilhas foi o mais longo filme produzido na Inglaterra na época. Alice in Wonderland (1903) Se você esta lendo este texto em seu email ou no leitor de feeds, assista o vídeo pelo youtube.

  • Filmes e séries

    Bastardos Inglórios (2009)

    Bastardos Inglórios (Inglourious Basterds; Dir: Quentin Tarantino; EUA/Alemanha; 2009) *****/***** Em pleno dia da criança eu fui ao cinema para ver a mais nova película do mestre Tarantino (que estreou até na roça). E o bom do feriado foi pegar o cinema vazio. O filme se passa na França ocupada, em um contexto de guerra e perseguição aos judeus. Sempre os judeus. Irrita o fato de nunca ser mencionado que outros grupos também foram perseguidos durante a II Guerra – ciganos, homossexuais, comunistas entre tantos outros. Mas o próprio filme explica a ausência: o cinema americano era (e é) dominado por judeus. Para mim está de bom tamanho essa explicação. A…