Livros e a biblioteca,  Mãe, quero ser artista (criatividade)

O contexto como conteúdo

Acabei de ler um livro muito bom que usei para um trabalho da faculdade. O nome do livro é No interior do Cubo Branco: ideologia no espaço da arte de Brian O’Doherty. Eu recomendo pra todos que se interessam por arte, principalmente arte contemporânea, porque o livro trata exatamente do espaço da arte, da galeria, de toda a ideologia que ela carrega em diferentes épocas do modernismo e do pós-modernismo.

“A clássica hostilidade da vanguarda expressa-se por meio do desconforto fí­sico (teatro radical), barulho excessivo (música) ou pela remoção das constantes de percepção (o recinto da galeria). São comuns a todas elas as transgressões da lógica, a dissociação dos sentidos e o tédio. A ordem (o público) experimenta nessas arenas quanto de desordem ela suporta. Esses lugares são, então, metáforas de consciência e revolução. O espectador é convidado a um recinto onde o ato de aproximação volta-se contra si mesmo. Talvez uma atitude rematada da vanguarda fosse atrair o público e aniquilá-lo.” (O’DOHERTY, Brian. p.85)

Anarca, feminista, vegana, cat lady, bookworm, roller derby, hiperbólica, entusiasta das plantas e constante aprendiz. Rainha de paus, professora de história, amante de histórias. Meu peito é de sal de fruta fervendo num copo d'água. 🌈✊Ⓥ👩🏻‍🏫👩🏻‍💻📚🧙‍♀️🎨📿🥾🏕️ 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈

Deixe seu comentário

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
cristiane
cristiane
26 de maio de 2006 1:51 pm

uau q profundo…

1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x