Filmes e séries

Visita de peso: Lucio Urtubia

Nesse último fim de semana tive a oportunidade de conhecer pessoalmente alguém que merece todo o respeito por sua história e pela história que ele ajudou a construir. Tive a oportunidade de conversar inúmeras vezes e sobre assuntos diversos com um homem, um senhor, que viveu e fez muitas coisas das quais sempre tive vontade de ter vivido. Que agora fazem parte da História, que só posso acompanhar pelas leituras, pelo curso na universidade, pela viagem temporal que faço na minha mente.

Ele participou do famoso Maio de 68 na França (que completa 40 anos agora em 2008), conheceu Che, foi um ferrenho militante anti-franquista e pegou os últimos anos da Guerra Civil Espanhola. Mas antes de tudo ele era pedreiro. Conheci pessoalmente, abracei, comemorei seu aniversário, fiz bolo para ele, cantamos canções libertárias. Nada mais, nada menos que Lucio Urtubia. O anarquista irredutível fez sua primeira visita ao Brasil aos 77 anos de idade.

Lucio Urtubia e amigos em Viamão - 2008
Festa surpresa para Lucio (de preto)

Sua vida virou documentário, e tive o prazer de conhecer também um dos diretores, José María Goenaga. Foram momentos inesquecíveis para mim e para todos os que comigo desfrutaram da mais bela e inspiradora companhia. No filme, intitulado Lucio, se recordam os apoios que ele concedeu a Quico Sabaté, um dos máximos expoentes da guerrilha urbana na Catalunha; a Eldridge Cleaver, o líder dos Panteras Negras, e vários grupos revolucionários da época. Também se traz à memória os encontros que manteve com André Breton e Albert Camus.

Lucio, com um sorriso estampado em seu rosto, prometeu voltar. Para nos falarmos mais, para rever os novos amigos. Ganhei um amigo, um companheiro de ideais. Fiquei muito emocionada com sua presença, e mais ainda com sua partida. Foram três dias convivendo, conversando e sobretudo aprendendo.

Trailer do filme:

Anarca, feminista, vegana, cat lady, bookworm, roller derby, hiperbólica, entusiasta das plantas e constante aprendiz. Rainha de paus, professora de história, amante de histórias. Meu peito é de sal de fruta fervendo num copo d'água. 🌈✊Ⓥ👩🏻‍🏫👩🏻‍💻📚🧙‍♀️🎨📿🥾🏕️ 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈

Deixe seu comentário

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
João Barreto
João Barreto
22 de fevereiro de 2008 8:34 am

tão irredutível quanto os gauleses? (hehe, brincadeirinha boba)

se ainda não fizeste e tiver como, entrevista ele, grava 😉 vai rolar várias coisas na úrguis em maio, aí dava pra aproveitar esse material 🙂

bjõessssssssss!

Vica
22 de fevereiro de 2008 1:55 pm

Bah, guria, que show!!! Me avisa quando este documentário estiver passando em algum lugar.

3
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x