Filmes e séries

Entre os Muros da Escola (2008)

Entre os Muros da Escola (Entre les murs; Dir: Laurent Cantet; França; 2008)

O filme Entre os Muros da Escola possui uma direção seca e carrega uma linguagem direta, quase documental, do cotidiano de uma turma em uma escola localizada na periferia de Paris, na França. Todos aqueles com um mínimo de preocupação com o cenário mundial atual e que acompanham regularmente alguma fonte de notícia tem conhecimento dos recentes conflitos nas periferias francesas e de como estes lugares são pólos de imigrantes de mundo todo no país. Bem, entre os muros das escolas francesas essas tensões também se fazem presente.

As aulas apresentadas para o espectador são as ministradas pelo professor François Marin, de língua francesa, a língua materna. A ausência de trilha sonora de qualquer tipo confere um tom ainda mais realista à película. O único som que ouvimos é o som da escola, embora alguns silêncios sejam bastante relevantes. Os estudantes foram interpretados por estudantes de um liceu de Paris, que se preparam para as filmagens através de workshops dramáticos e foram encorajados a improvisar durante as filmagens. Os nomes usados pelos estudantes e foram os próprios nomes dos que os interpretaram.

Entre os Muros da Escola surgiu da idéia que Laurent Cantet tinha de fazer um filme ficcional sobre o cotidiano em uma escola e propôs ao jornalista, escritor e professor François Bégaudeau a adaptação para o cinema de seu livro ENTRE LES MURS. Convidou Bégaudeau para co-escrever o argumento com ele e Robin Campillo, e lhe propôs ainda que interpretasse o papel principal, o do professor.

Durante o filme o público é levado por uma crônica que narra um ano letivo da escola e acompanha algumas situações que ocorrem na sala entre os alunos – todos na faixa dos treze aos quinze anos – e o professor. No entanto, em alguns momentos o público é levado a conhecer o pátio ou a sala dos professores. E nesses momentos algumas diferenças ficam bastante evidentes.

O pátio abriga o caldeirão étnico e as tensões veladas, disfarçadas e por vezes explícitas, nas brincadeiras dos estudantes. A sala dos professores revela as frustrações de um grupo de fora, que não vive o cotidiano da periferia do outro lado do muro. Os professores manifestam suas ansiedades intelectuais e pessoais em conversas e desabafos.

O professor protagonista possui características do idealista. Sua atitude em sala de aula no início do ano letivo busca sempre a inclusão daquele grupo de adolescentes, demonstrando um interesse em suas vidas, em seus sentimentos, medos e ansiedades. Porém, a realidade é dura e transforma aos poucos suas ações, que acabam entrando em conflito com suas próprias idealizações. Sem cair no discurso catastrófico Cantet descreve os intensos conflitos diários do microcosmo da uma sala de aula que se expande para todo o continente europeu, aonde os filhos dos imigrantes africanos, asiáticos e também europeus convivem, muitas vezes em conflitos.

Entre os Muros da Escola é mais do que um filme de professor. Deixa de lado a esfera “O Captain, my Captain” para mostrar uma narrativa da realidade dos estudantes e professores, de como eles carregam suas bagagens de vida e suas necessidades para dentro do ambiente escolar e de como isso faz a sala de aula.

Anarca, feminista, vegana, cat lady, bookworm, roller derby, hiperbólica, entusiasta das plantas e constante aprendiz. Rainha de paus, professora de história, amante de histórias. Meu peito é de sal de fruta fervendo num copo d'água. 🌈✊Ⓥ👩🏻‍🏫👩🏻‍💻📚🧙‍♀️🎨📿🥾🏕️ 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈

Deixe seu comentário

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
bebestore
2 de agosto de 2010 8:50 pm

É UM FILME MUITO LEGAL, INTERESSANTE!

1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x