Livros e a biblioteca

Coraline, Neil Gaiman

Coraline é uma guria interessada em explorar. Curiosa por natureza, ela resolve conhecer a fundo o novo lugar onde foi morar com os pais. De repente ela descobre que sua casa abriga uma porta. Uma porta diferente de todas as outras que ela já viu. Através dela ela pode chegar a um outro mundo, onde existem outra mãe, outro pai, que são tão diferentes dos seus verdadeiros quanto ela possa imaginar. Não que seus verdadeiros pais não gostassem de Coraline, eles só não tinham muito tempo para demonstar isso. Sua outra mãe e seu outro pai, assim como os outros vizinhos, possuiam grandes e inexpressivos botões no lugar de seus olhos.

Coraline adorou a ideia de explorar um outro mundo, porém, aos pouco ela foi descobrindo que esse mundo era mais perigoso do que poderia imaginar. E ela descobre também que um gato preto podia ir e vir entre os dois mundos quando quisesse. E eesse gato resolveu ajudar Coraline nos perigos e provações pelas quais ela passaria. Ao enfrentar tais perigos a criativa e exploradora Coraline se mostra também astuciosa e corajosa. Nessa aventura, Gaiman explora elementos fantásticos com uma destreza ímpar e me conquistou com seus gatos, botões e universos paralelos.

Uma narrativa bem estruturada e uma linguagem fácil, a leitura foi divertida e bastante rápida. Em alguns momentos senti uma pontinha de medo e o suspense em relaçãoaos destino de Coraline me deixava angustiada. Sentimentos que só um bom livro pode despertar durante sua leitura e fazendo jus ao título de novela fantástica de terror para jovens. Em menos de duas horas já havia terminado de devorar as belíssimas páginas desse livro que se tornou um dos meus preferidos.

Uma curiosidade: eu vi o filme (de Henry Selick, visionário Diretor de The Nightmare Before Christmas) antes de ler o livro, e amo a animação. Acabei descobrindo que a história foi modificada em muitos aspectos na adaptação. O que eu não acho nenhum problema, afinal de contas não são apenas suportes diferentes para a mesma história, não é obrigação do Diretor e do Roteirista reproduzirem fielmente um livro. Isso é impossível. Cinema, assim como a Literatura, é arte, e arte é criação. Discussões artísiticas a parte, eu sou fã do filme e recomendo tanto quanto o livro. A estética escolhida para o filme é o meu número!

Coraline
Autor: Neil Gaiman
Editora: Rocco
Páginas:  160
Nota: 4

Esse texto faz parte do projeto de blogagem coletiva Desafio Literário 2011, proposto pelo blog Romance Gracinha. A resenha corresponde ao mês de Janeiro, cujo objetivo é ler um livro de Literatura Infanto-Juvenil.

Confira no blog do desafio as resenhas dos outros participantes para este mês.

Participe, comente, leia.

Siga o @DL_2011 no twitter.

Aproveita e siga também a equipe do Desafio Literário 2011 no twitter também:

@vivi, @danihaendchen, @queromorarlivr e eu, @clandestini.

Anarca, feminista, vegana, cat lady, bookworm, roller derby, hiperbólica, entusiasta das plantas e constante aprendiz. Rainha de paus, professora de história, amante de histórias. Meu peito é de sal de fruta fervendo num copo d'água. 🌈✊Ⓥ👩🏻‍🏫👩🏻‍💻📚🧙‍♀️🎨📿🥾🏕️ 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈 🐈

Deixe seu comentário

51 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Li Castro
Li Castro
5 de janeiro de 2011 4:30 pm

Tenho uma amiga que adora Neil Gaiman… Fiquei morrendo de vontade de ler este livro! Muito boa resenha!!
Bjoos

Vivi
5 de janeiro de 2011 5:22 pm

Dani, deve ser bem divertido mesmo. O universo fantástico de Neil Gaiman tem sido sempre bem estruturada. É possível, com a imaginação, pisar nessas terras fantásticas e senti as mesmas angústias do personagem. Amei a resenha! Como se isso fosse novidade…;P
Beijocas

Sandra
5 de janeiro de 2011 7:16 pm

Oi Daniela, nem sabia sobre o livro mas já havia assistido o filme, que é uma graça! arrisco dizer que me lembra demais Tim Burton, talvez pelo tom mais obscuro, mas uma história muito bacana!
beijos e obrigada também pela visita no blog!

Larissa
5 de janeiro de 2011 7:27 pm

Quero muito ler este livro!!!!!!!!!! Beijos

Rejane
Rejane
5 de janeiro de 2011 8:57 pm

Ainda não li nenhum livro de Neil Gailman, mas são sempre bem recomendados.
E a sua resenha não é diferente.
Tivemos uma outra participante do DL que também leu o mesmo livro. Tanto a resenha dela quanto a sua avaliaram bem o livro.
Literatura infanto-juvenil de qualidade.
Parabéns pela escolha.
Abs, Rê

naomi
6 de janeiro de 2011 10:53 am

tanto o livro quanto o filme estão na minha lista de favoritos. gaiman declarou que a ideia da história é da filha dele, na época com 6 anos, se não me engano. 🙂

Marília Barros
Marília Barros
6 de janeiro de 2011 12:53 pm

Ótima resenha! 🙂
Gosto muito do livro e também acho o esse filme bom, é uma bela adaptação.

Lígia
6 de janeiro de 2011 8:02 pm

Oi, gostei bastante da sua resenha.
Concordo com você nisso de adaptações para o cinema, odeio quando as pessoas reclamam de um filme só porque ele não foi fiel ao livro 😛

Mi Müller
7 de janeiro de 2011 2:33 pm

Oh coisa mais linda essa resenha, está altura de Coraline e principalmente do Neil Gaiman, salve, salve!
Eu adoro Coraline, foi a segunda obra do Gaiman que li e a que me fez ir atrás de tudo dele para ler. Assim como tu também adorei o filme, e acho que como são linguagens diferentes ficou legal, adoro o visual do filme.
estrelinhas coloridas…

Kycia
Kycia
12 de janeiro de 2011 1:53 pm

Puxa, eu quase comprei esse livro outro dia.
Ele tava bem barato numa promoção, ó… puxa vida.
Mas, tudo bem.
Sua resenha só me animou p/ comprá-lo. *.*
Xauz e bjos

kezia
kezia
12 de janeiro de 2011 5:28 pm

esse eu quero mesmo ler, o filme é super massa.. com certeza vou gostar do livro!

João
14 de janeiro de 2011 7:55 pm

só li esse livro do neil gaiman, mas adorei!
gostei muito também das ilustrções, além do filme também ser muito bem adaptado.
ps: fazemos parte do mesmo grupo do book tour o/
J.
-theeaterofbooks.blogspot.com

Alinde
20 de janeiro de 2011 10:49 pm

Adorei a resenha. Também gostei muito do filme, e a tua resenha me fez querer ainda mais ler o livro do Gaiman. Entrou pra minha lista, fato.

Annie Adelinne
21 de janeiro de 2011 12:05 am

Oi,
Cheguei ao seu blog pelo Desafio 🙂
Me deu vontade de ler esse livro! Acho que o vi em uma das Casas da Leitura… Vou ver se o encontro! Parabéns pela resenha. Ficou ótima 😉

Mahzinha
23 de janeiro de 2011 4:21 am

Eu super adorei sua resenha, estou lendo este livro. =)
Beijocas

trackback
27 de fevereiro de 2011 12:37 am

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro Lobato GOSTOU DESTE TEXTO? […]

trackback
30 de março de 2011 4:04 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman […]

trackback
31 de março de 2011 11:36 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
29 de maio de 2011 6:13 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
8 de junho de 2011 11:27 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
26 de julho de 2011 7:38 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
28 de julho de 2011 8:14 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
25 de agosto de 2011 9:24 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
7 de dezembro de 2011 6:34 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
30 de dezembro de 2011 7:31 am

[…] livro infanto-juvenil que mais gostei: Coraline, de Neil Gaiman. Ainda me encanto com essa história cada vez que me […]

trackback
30 de dezembro de 2011 6:02 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro Lobato Histórias do Mundo Para […]

trackback
2 de janeiro de 2012 3:12 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
25 de setembro de 2020 2:29 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman […]

trackback
26 de setembro de 2020 12:49 am

[…] Janeiro: Coraline, Neil Gaiman […]

trackback
27 de setembro de 2020 10:12 am

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
27 de setembro de 2020 10:21 am

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
27 de setembro de 2020 10:54 am

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
27 de setembro de 2020 3:01 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
27 de setembro de 2020 3:02 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

trackback
27 de setembro de 2020 3:10 pm

[…] Coraline, Neil Gaiman Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro […]

51
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x